logo

top

imagemlandscape

O SIM à Solidariedade

Domingo, 10 de Maio de 2014

Foton23

No dia 7 de maio, “Juntos pela Europa”, uma livre convergência de Movimentos e Comunidades Cristãs, organizou no salão da Igreja do Campo Grande um encontro dedicado ao tema da Solidariedade. O encontro, que se inseriu na semana em que se celebra o dia da Europa, incluiu uma Conferência com o título “Dás-te como Te deram?”, uma interpelação lançada por Henrique Joaquim, Professor da Universidade Católica em Lisboa e Presidente da Comunidade “Vida e Paz”, a um auditório maioritariamente jovem que enchia o salão da Igreja.

O Conferencista desenvolveu a sua exposição baseado no conceito da “economia do dom”, numa alusão à ideia de troca (de relações) que transcende os conceitos económicos comuns e se sustenta em princípios de gratuidade. O título da Conferência desde logo sugeria uma troca em que cada um dá (ou deverá dar) de si próprio, em resposta ao que recebe (dons) de Outro ser que é Deus. Para Henrique Joaquim a nossa disponibilidade e a nossa sensibilidade para nos darmos de forma gratuita aos outros vem da consciência do(s) dom(ns) que recebemos e que é uma dádiva de Deus.

Foton24

Foi essa mesma consciência que levou jovens a lançarem os 3 projectos de solidariedade que foram apresentados no painel que se seguiu:

- Plataforma ComUnidade, que presta apoio domiciliário às famílias mais necessitadas, realiza trabalho de acção social e dá apoio aos sem-abrigo. O projecto surgiu na preparação dos encontros de oração pela unidade dos cristãos, na Paróquia das Mercês (Algueirão), com a participação de membros da igreja Lusitana e da igreja Evangélica. Ao partilharem um conjunto de valores fundamentais do Evangelho, sentem-se impelidos a promover outras iniciativas de serviço à pessoa na totalidade das suas dimensões, espiritual e humana.

- Projecto ComVida, que através da expressão artística e do talento de cada um, procura ajudar a Instituição Apoio à Vida e indirectamente as famílias que esta Instituição apoia. “Mudar o mundo através das artes, dar a quem mais precisa um pouco daquilo que temos a mais... Ser COMVIDAdo para este projecto é acordar todos os dias com uma missão: a de ajudar e de levar a nossa alegria aos outros, sair do conforto para arrancar sorrisos!"

- Projecto GerAções, que abrange gerações diferentes, baseado num Amor que impulsiona a gerar acções, com troca de experiências entre diferentes gerações. Consiste em acções de voluntariado com duas vertentes: uma, com adultos e idosos, dirigida especialmente aos que vivem sozinhos nas suas casas; outra com crianças e jovens em contexto socioeconómico desfavorecido, junto das quais se procura organizar tempos livres, efectuar um acompanhamento pedagógico, etc.

Houve ainda um momento de diálogo com a plateia, para responder a algumas perguntas e vários momentos musicais apresentados, também por jovens.

No final todos teremos saído mais sensibilizados para reconhecer os dons que recebemos e mais motivados para uma solidariedade genuína, para nos darmos sem esperar “recompensa” ou reconhecimento.

Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9

Agenda

Sem eventos


  • SIM à Vida

    Dizemos SIM à vida e empenhamo-nos a defender a sua dignidade inviolável em todas as suas fases, da concepção à conclusão natural.



  • SIM à família

    Dizemos SIM à família ligada por um pacto indissolúvel de amor entre homem e mulher, raiz de uma sociedade solidária e aberta ao futuro.



  • SIM à criação

    Dizemos SIM à criação, protegendo a natureza e o ambiente, dons de Deus a serem tutelados com empenho respeitoso pelas gerações presentes e futuras.



  • SIM à solidariedade

    Dizemos SIM à solidariedade para com os pobres e os marginalizados, próximos e distantes; são os nossos irmãos e irmãs. Pedimos aos nossos governos e à União Europeia que se empenhem com decisão a favor dos pobres e do desenvolvimento dos países desfavorecidos, em modo especial da África.



  • SIM à paz

    Dizemos SIM à paz e empenhamo-nos para que nas situações de conflito se possa chegar a um entendimento e à reconciliação, através do diálogo. Sem a paz o nosso mundo não tem futuro.



  • SIM à responsabilidade

    Dizemos SIM à responsabilidade para com a sociedade e trabalhamos para que as cidades se tornem, com a participação de todos , lugares de solidariedade e de acolhimento a pessoas de origens e culturas diferentes.



  • SIM a uma economia justa

    Dizemos SIM a uma economia justa, ao serviço de cada pessoa e de toda a humanidade.

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7